Thursday, May 25, 2017

If you knew you absolutely could not fail, what would you do?///Se você soubesse que absolutamente não poderia falhar, o que você faria?

Having the experience of having lived in an oppressive, macho and 100% racist regime, I know a little about the idea and experience of never failing. When a white minority dominates, controls, manipulates, rules, behaves, builds the taste of an alienated, extremely ignorant populational majority, people who live "out-of-the-box" suffer a very strong reprisal.
I have never represented the imposed standard, never been voted the most beautiful or popular girl in school.
Having started martial arts in adolescence was a beginning of a therapy that lasts a lifetime. Brazilian Jiu Jitsu has been my mental strength for more than 20 years since the first competition. The idea of ​​being by the test and proving that your technical knowledge will have to be applied and surpassed the one of my opponent in a few minutes in an arena lotadade people and is a test that I do some times in the year from my 16 years of age.
Emotional control is the greatest ally. The calm, patience, serenity and lucidity are the strong components for a project, whatever it is, in the case I practice and participate in Brazilian jiu jitsu competitions and I can clearly explain about the experience of not having a flawed act.
Life has shown me several times opportunities to use these techniques off the mat, outside the gym and out of the championship.
I have learned to cope with the pressure, the charge, my age difference with my adversaries, I am most of the time, 15 or more years older, it has made me improve every day more the ability to never fail in life.
Graduating from architecture college has been an attempt to exact 20 years that I have failed, but on the other hand, I have been trying for 20 years and never gave up. The dream of being an architect moves me more and more to follow through on all odds and I am sure that when you can achieve that goal, it will be as brilliant as possible.
Not to fail is to give my best every second, regardless of the result of others, I think I have to surpass only myself every day. At every opportunity I have to show myself that I can be better than yesterday. Without bothering with the success of others, without wanting to diminish others, I can get where I want for my own merit and ability. I have struggled with life and while I am having the strength to fight I will continue to fight, whether in the jiu jitsu championships or in the project of being an architect or in anything else I come to realize.


################################################################################
Eu tendo a experiencia de ter vivido em um regime opressor, machista e 100% racista, sei um pouco sobre a ideia e experiência de nunca falhar. Quando uma minoria branca domina, controla, manipula,dita regras, comportamentos, constroi o o gosto de toda uma maioria populacional alienada e extremamente ignorante, as pessoas que vivem "fora-da-caixa" sofrem uma represalia muito forte.
Eu nunca representei o padrão imposto, nunca fui eleita a menina mais bonita ou popular da escola.
Ter iniciado artes marciais na adolescencia foi um comeco de uma terapia que ja dura uma vida inteira. O Brazilian Jiu Jitsu tem sido a minha fortaleza mental a mais de 20 anos desde a primeira competicao. A ideia de ser por a prova e provar que seus conhecimentos tecnicos terao que ser aplicados e superados o da minha oponente em alguns minutos numa arena lotadade gente eé um teste que faço alguma vezes no ano desde os meus 16 anos de idade.
O controle emocional é o maior aliado. A calma, paciencia, serenidade e lucidez sao os fortes componentes para um projeto, seja ele qual for, no caso eu pratico e participo de competicoes de jiu jitsu brasileiro e posso claramente explicar sobre a experiencia de nao ter um ato falho.
A vida tem me mostrado diversas vezes oportunidades de usar essas técnicas fora do tatame, fora da academia e fora do campeonato.
Aprendi a lidar com a pressão, a cobrança, a minha diferença de idade com as minhas adversarias, sou na maioria das vezes, 15 ou mais anos mais velha, tem me feito melhorar cada dia mais a habilidade de nunca falhar na vida.
Me graduar faculdade de arquitetura tem sido uma tentativa a exatos 20 anos que tenho falhado, mas por outro lado, faz 20 anos que continuo tentando e nunca desistido. O sonho de ser arquitetura me move cada dia mais para seguir adiante de todas as adversidades e tenho certeza que quando conseguir concluir essa meta, sera da maneira mais brilhante possivel.
Nao falhar é dar o meu melhor a cada segundo, independente do resultado alheio, eu penso que eu tenho que superar somente a mim mesma a cada dia. A cada oportunidade eu tenho que mostrar para mim mesma que posso ser melhor que ontem. Sem me incomodar com o sucesso dos outros, sem querer diminuir os outros, eu posso chegar onde quero pelo meu proprio merito e capacidade. Tenho lutado com a vida e enquanto estiver tendo forcas para lutar continuarei lutando, seja nos campeonatos de jiu jitsu ou no projeto de ser arquiteta ou em qualquer outra coisa que eu venha realizar.


Saturday, May 13, 2017

#EMPATHY / Empatia

#EMPATHY means the psychological ability to feel what another person would feel if they were in the same situation they experienced. It consists of trying to understand feelings and emotions, trying to experience in an objective and rational way what another individual feels.The concept of empathy says a lot about a very common group of individuals, who are everywhere: psychological aggressors. People who for fun usually downgrade and embarrass people in public, or in virtual space and are far from knowing what REAL EMPATHY is.This group of aggressive individuals may even have some empathy, but only by a group of people with standardized stereotypes who obey the accepted standard of acceptance. Such empathy exists only for those who fit the "established norm." Psychological aggressors can be people with power to influence people, be an example for other people to be inspired as doctors, journalists, religious leaders, lawyers, teachers who recognize as human beings only a group of people, stipulated by race, financial condition, appearance, weight .EMPATHY is a process of spiritual evolution that gives us the opportunity to feel the pain of our neighbor, and when we feel the pain of the next, we do not act with prejudice against our neighbor. WE DO NOT ATTACK THE NEXT.[QUESTION] In the group of people you relate to, can you spot people who do not have empathy? In your social environment would you be able to point out that people who act embarrassing others in public?


#EMPATIA significa a capacidade psicológica para sentir o que sentiria uma outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções, procurando experimentar de forma objetiva e racional o que sente outro indivíduo.

O conceito de empatia diz bastante sobre um grupo de indivíduos bem comum, que estão em toda parte: os agressores psicológicos. Pessoas que por diversão costumam inferiorizar e constranger pessoas em público, ou em espaço virtual e estão distantes de conhecer o que é a REAL EMPATIA.

Esse grupo de indivíduos agressores talvez até tenham alguma empatia, mas apenas por um grupo de pessoas com esteriótipos padronizado que obedecem ao padrão imposto de aceitação. Essa empatia existe apenas por aqueles que se encaixam na "norma estabelecida". Agressores psicológicos podem ser pessoas com poder de influenciar pessoas, ser exemplo para outras pessoas se inspirar como médicos, jornalistas, líderes religiosos, advogados, professores que reconhecem como seres humanos apenas um grupo de pessoas, estipulado pela raça, condição financeira, aparência, peso.
EMPATIA é um processo de evolução espiritual que nos concede a oportunidade de sentir a dor do próximo, e quando sentimos a dor do próximos, não agimos com preconceito CONTRA o próximo. NÃO ATACAMOS O PRÓXIMO.

[PERGUNTA] No grupo de pessoas que você se relaciona, você é capaz de detectar pessoas que não possuem a empatia? No seu meio social você seria capaz de apontar que pessoas que agem constrangendo outras pessoas em público?

Monday, May 8, 2017

The pain and delight of being who I really am ...