Monday, December 19, 2016

Ser mulher e inciar jiu jitsu na decada de 90...

Experiência de ser mulher e entrar no Jiu jitsu na década de 90 no Brasil... 

Entrei pro Jiu Jitsu em 97 e tinha/tenho uma grande amiga que entrou junto comigo... Eram meus 16 anos...Era uma rotina de exercícios e novos amigos. Tempos depois minha amiga conheceu um namorado, que a proibiu de treinar, e ela obedeceu e nunca mais treinou. Quase 20 anos se passaram. Quantos amigos, lugares, experiências, lições de conduta, caráter, terapia para o corpo e o espírito ela deixou pra trás com essa decisão? O preconceito, a opressão e o machismo estavam ali, enraizados na cabeça de adolescentes de 16 anos. Ninguém queria ter eu como namorada. Uns diziam que não era coisa de mulher, outros queimavam minha reputação dizendo que eu praticava porque eu gostava de ficar "agarrada" com os homens. Com 16 anos pensamos que o problema somos nós mesmas. Tive poucos namorados, mas morei em Londres, conheci Dubai e até Abu Dhabi, hoje moro nos USA. Tenho amigos em todas as partes do mundo. Tenho o Jiu Jitsu na alma, na cabeça e no coração.