Wednesday, December 21, 2016

O medo ou a coragem da exposição

A exposição    [ ... ao ridículo, à chacotas e piadas maldosas...]

                A sociedade que te expõe ao ridículo, por incrível que pareça, é a mesma que te condena pela sua  auto-exposição, tenho recebido mensagens de pessoas que admiram a minha coragem de me expor escrevendo meus textos... Eu nunca tive essa escolha de me expor ou não me expor, covardemente foi me imposto que eu tinha que sofre para o divertimento de outras pessoas. Exposição eu já estou sofrendo desde criança, os padrões coronelistas, racistas, escravistas já me colocaram na berlinda desde que me entendo por gente, com 4 anos de idade já era uma das peles mais escuras já no jardim de infância... De um país de racismo estruturado, instalado, velado, tão me expondo desde sempre de maneira muito barbara, primitiva e devastadora. Tão tentando destruir minha auto-estima não é de agora. uma infância anos 80, num pais de 80 e poucos anos pós assinatura da Lei Áurea, papel morto que utopicamente marcava o fim a escravidão no Brasil. Ser negro no Brasil é uma coisa terrível, um destino de exclusão, muitos nãos e portas na cara, e elevador social e porta dos fundos e você trabalha aqui? Por toda uma vida...Ser, mulher negra no Brasil então é algo mais terrível. Eu vi, eu ouvi, eu senti, eu tive a auto estima destruída desde muito cedo. Eu fui exposta ao ridículo desde cedo. A coragem de me expor vem da liberdade de eu me expor da maneira que eu acho que posso me expressar, através da minha arte, seja nos campeonatos de jiu jitsu, comerciais, fotografias, ou escrevendo meus textos, eu estou me expressando pela minha arte, pelo meu talento e não estou me divertindo as custas do sofrimento de outros, não estou querendo parecer maior diminuindo outras pessoas, sim eu, sempre exposta desde criança continuo me expondo, e sendo exposta por aí, e no meio à tantas versões de ódio, recalque, misoginia, racismo, bullying, etc... Eu mesma resolvi contar a minha história, NÃO MAIS à partir dos olhos do OPRESSOR ~ ( nunca serão!) ~ mas à partir do meu próprio ponto de vista, e analista, e com graças á Deus e ao meu psicólogo. Já me expuseram demais, precisei viver no inferno durante mais de 2 décadas de vida, mais de duas décadas de NÃOS E REJEIÇÕES , finalmente resolvi me expor da minha maneira.