Monday, November 20, 2017

Consiência Negra no Brasil - Relato de Racismo Escancarado

RACISMO VELADO NO AMBIENTE RELIGIOSO
A LÓGICA RACISTA DE FORMAR CASAIS
Dentre milhares de micro e macro agressões que vivenciei de um sistema de racismo estruturado no Brasil eu irei relatar um deles:
Nos últimos anos que morei no Brasil (anos esses amargos onde eu comi o pão que o diabo amassou onde a maioria das pessoas que convivi acham que eu não merecia respeito por causa da minha pele e aparência), tentava buscar mais espiritualidade e frequentava um centro religioso. E como em toda boa igreja as pessoas tentam formar pares entre os solteiros. Casar os solteiros entre si.
Faço uma pausa para apresentar o estereótipo de quem tem o racismo instalado na mente e na alma:
Homem branco, mais de 50 anos, jornalista por décadas, produtor de conteúdo pra televisão e outros meios de comunicação, agressor de mulher, que fazia comentários racistas inclusive sobre a aparência física cabocla de forma bastante agressiva dos fundadores caboclos da sua própria religião. Nota-se que é um Brasil que é despreparado pra aceitar a raça do seu próprio povo. Casado com mulher branca, de família descendente alemã, confirmando melhor ainda seu único padrão de beleza e estética como branco, nada além de branco, como todo brasileiro racista. Anos de trabalho, formação acadêmica ainda não foram suficientes para ele aprender a enxergar e muito menos admirar a beleza negra, cabocla ou parda. Mente encarcerada. Mente parada no tempo. No tempo da escravidão.
Voltando ao meu caso.
A única qualificação para os pretendentes que ele achava serem ótimos companheiros pra mim tinham um perfil em comum. Negros, sem estudo, pobres, moradores de periferia. Eu não tenho nada contra a condição financeira de ninguém, muito menos contra a cor de ninguém, mas vamos analisar o raciocínio de tal "letrado" jornalista:
Eu, que cresci num bairro nobre de gente maioria branca, estudei em escolas caras de gente maioria branca, entrei em algumas faculdades, embora não tenha concluído, mas com uma bagagem de vivência acadêmica muito forte devido ao meu gosto pelos estudos, atleta de jiu jitsu competidora, morei nas maiores cidades brasileiras, Rio e São Paulo, na Europa, falo três idiomas, trabalhava poucas horas do meu dia, poucos dias na semana como professora de matemática particular, ganhando algumas vezes até o dobro do que muita gente que tinha um diploma superior.
Uma vez ouvi esse próprio jornalista se desfazendo de sua companheira culturalmente que apesar de branca veio de familia de subúrbio, e não teve a mesma bagagem intelectual nem o mesmo sucesso profissional que ele que ele, que cresceu na beira da praia. Ele citou a expressão CHOQUE CULTURAL.
Conclusão: O choque cultural que ele mencionou somente funcionava pra ele. O branco, bem sucedido, famoso, letrado, morador da praia. Pra mim o choque cultural que o mesmo citava não funcionava, o que funcionava era a segregação mental instalada na cabeça dele de pensar que teriam que ficar juntas pelo TOM DE PELE. Ou ate mesmo ausência de "beleza", no caso beleza pra racista é ser branco.
Então eu, que cresci na beira da praia como ele, tal jornalista, teria que me mudar pra uma casinha simples de aluguel na periferia e me casar com um homem negro pobre, que talvez ganhasse a metade do que eu ganhava, que não fala os idiomas que eu falo, que não havia visitado nenhum dos países que eu havia conhecido. Era apenas o tom de pele que importava no seu critério de querer casar aqueles que ele tem a cara de pau de chamar de irmãos. O choque cultural na linha de raciocínio dele funcionava pra ele humilhar a esposa, mas não pra mim. Devido ao meu tom de pele, eu merecia passar perrengue, morar de aluguel e me casar com um homem negro, pobre e sem estudo superior que não tem um bom emprego.
Seguindo mais adiante na linha de raciocínio desse misericordioso racismo instalado na mentalidade do brasileiro, em outras mãos, os homens mais bem sucedidos eram apresentados somente a pretendentes brancas, não importando se elas tinham ou não nível cultural, poderiam até ser analfabetas mas eram brancas e mereciam sempre ser apresentadas para os homens mais bem sucedidos, estavam destinadas a morar na beira da praia em condomínios luxuosos, viajar pra fora do país algumas vezes ao ano, não precisar pagar aluguel nem se preocupar com contas e perrengues. A branquitude no Brasil te livra do destino da pobreza. Eu já estava destinada a uma vida difícil na periferia, não merecia um homem branco bem sucedido, ou melhor, por que um homem branco bem sucedido ia querer formar uma família com uma cabocla "feia" (no entendimento de beleza dele) como eu?
Boa aparência e beleza significam pele clara no país que tem mais da metade da população negra.
Racismo Brasileiro a gente vê por todos os lados.
Como fica a cabeça dessas pessoas ao me ver muito bem casada, morando fora do país, com um homem doutor branco, descendente de irlandês, bem sucedido, inteligente, estudioso, trabalhador, com um emprego de prestígio? Esse perfil de homem não era pra mim, segundo a lógica racista brasileira.
Se você leu até aqui, meu muito obrigada pela atenção.

Comenta aí amigo, quero conhecer sua opnião.

Friday, September 1, 2017

Racismo inCOSCIENTE Brasileiro

Procurando um tema para escrever um artigo pra aula de sociologia aqui na faculdade me dei conta que a minha existência no Brasil foi uma vida de temas de barbaridade, humilhação e preconceito suficiente para escrever vários textos de sociologia. Mais uma vez o brasileiro não tem o cuidado de examinar o quão é racista.
Para mim, com a minha cor e aparência não estava destinado me casar com um doutor, branco ( bonito, e mais bonito ainda dentro da lente racista brasileira ), estrangeiro, muito bem sucedido, que me amasse do jeito que eu sou, isso é inviável e inacreditável dentro da ótica preconceituosa. Estava destinada apenas a servir domesticamente ou sexualmente mas nunca ser a mulher principal da vida de um homem como o que me casei. A lógica de um racista não funciona com o fato de eu ser verdadeiramente amada e respeitada por um homem. Isso não é destinados à meninas como eu no Brasil. Fico as vezes me perguntando que crime hediondo que pude ter cometido pra não merecer me casar e ter o amor de um homem? O brasileiro agride insconsciente porque cresceu e foi programado mentalmente dentro de uma cultura racista. Certamente a mesma pessoa não questionaria o casamento de uma outra pessoa de seu convívio só que com a pele clara, pois a raça branca superior é o sinônimo da "beleza" imposta pelo padrão escravista imposto. Certamente se eu tivesse tão pele clara e aceitável como dentro dos padrões impostos o sujeito em questão me pouparia dessa pergunta racista, agressiva e com certo teor de recalque. A vida de uma pessoa não branca, parda, negra no Brasil é baseada em pequenas agressões diárias que brasileiros com a pele mais claras não tem ideia do que é porque não passam por isso, a sua cor de pele os poupa disso. Exemplo de respeito zero. Respeito ao meu direito ao matrimonio zero. Meu sucesso matrimonial na concepção mental racista brasileira não pode de maneira alguma ser validado.
Deixo aqui minha gratidão á todos que algum dia me constrangeram com algum comentário preconceituoso e racista em minha estadia no Brasil. Hoje tenho material sociológico de sobra para ser compartilhado e discutido em sala de aula de faculdade americana.
NÃO À CULTURA DO RACISMO.

Wednesday, August 2, 2017

Spats Elite Sports

No Gi Spats paints - BUY NOW!!! Click Here!








As a brazilian jiu jitsu fighter spats is part of my material when I trainne and also compete No GI, also I like to wear under the Gi.
The amazing Elite Sports Spats is High Compression material and super confortable for trainning and tournament. This spat is IBJJF Ranked, also everyone can compete NO GI with this. Super light, it won't will make you cut more weight. I also like do cardio and gym with this spats. Everyone have to have a minimum one or two  black spats for athlete life.
Here is the all utilities it can be used:
*BJJ under the gi
*No Gi trainning and Tournaments
*Yoga
*Gym
*Run
*Crossfit
*Cardio
*School ( Why not?)


Even Combines with any color of top.
Elite Sports had benn a big mother for me supporting me with those special and durable materials. Everyday I'm in love with all Elite Sports Stuff.



Tuesday, July 25, 2017

EU FEIA / I as a UGLY GIRL

I was considered a ugly girls inside of the little and miserable piece of brazilian society.

The back, dark woman suffering diary agessions and violence from many ways but worth talk here about self esteen. From the brazilian people eye I'm a ugly person since I was born. Race determines affection. The social validation of the men in assume e show to society ONLY a white womam is a question that hurts milions of black and dark woman in Brazil. The culture imposed is: ONLY A WHITE WOMAN WORTHS FOR SERIUS RELATIONSHIP, the black only for sex and clean is a real fact and happens in ALL spaces in the Brazilian Society. I in Brazil "wasn't worth" for men in my school, church, jiu jitsu gym, neighborhood, anywhere. I was down and depressed in men mindset for many things. My ethnicity didn't fit in the space of the woman "who's worth", don't matter how wonderful I was, I still am. I lived limited since always, kid, teenager because a veiled racism. I was still judged because I did MY OWN WAY of overcome this situation, I never accepted quiet to be submit myself for this system and accept me in a space only to serve thats only space was imposed to me.
Affectivity of dark skin women is a humiliating topic, thats tortures and hurts all black/dark women and nobody discuss about it. My experience to had grow up in a Brazilian medium class neighborhood made me be viewed as a aberration beacause I wasn't represented for nobody in the high affetion spaces. My looks was and still is represented only in spaces for server as a sexual, as a clean, cook, etc.
Grow up non white in a Brazilian medium class neighborhood was a strong experience for me por all my ages until I arrived to the point of leave there, because there's no way to keeping leaving there and accepting all the daily violences.
My own experience made me strong and helped me to forced myself to take decisions thats monst of women in my space don't have courage and this decisions also made me build myseld, learn to love me and brought me to other world where I have my value reconized. Now I'm looked as a wonderful and fantastic woman I am, independent of my ethnicity. I recognize my privilege to have acess to expensive schools, have good educations, be in jiu jitsu places, and also church from the white, successful neighborhood. This doesn't means I was respected and tolered.






Eu feia dentro da migalha afetiva oferecida dentro da sociedade brasileira

A mulher negra, parda, mestiça, não branca sofre agressões e violências diárias de diversas maneiras mas vale aqui falar sobre auto estima. No olhar do brasileiro EU SOU UMA MULHER FEIA. RAÇA DETERMINA AFETO. A validação social do homem ao assumir e exibir para a sociedade SOMENTE uma mulher branca é uma questão que machuca mulheres negras, mestiças e não brancas em todo Brasil. A cultura imposta de que a mulher branca e somente a mulher branca É VISTA COMO A MULHER "QUE VALE A PENA" PARA RELACIONAMENTO SÉRIO enquanto a negra somente serve para sexo e servir é um fato consumando que ocorre EM todos s lugares da sociedade . Eu no Brazil " não valia a pena" para os caras da minha igreja, para os caras da academia, para os caras do meu bairro, nenhum lugar. Eu era depressiada no imaginario do homem brasileiro, minha etnia não ocupava o espaço da mulher que valia a pena, subestimando minhas capacidades, minhas habilidades e meu valor, não importando o quão maravilhosa eu era, ainda sou. Vivi limitada desde sempre, desde adolescente, por um racismo velado. E ainda fui julgada e criticada quando encontrei A MINHA PRÓPRIA MANEIRA de não me submeter a esse único espaço SUBALTERNO que era IMPOSTO a mim.
Afetividade da mulher NÃO BRANCA é um assunto humilhante, torturador e que machuca TODAS essas as mulheres E NINGUÉM DISCUTE ESSE ASSUNTO. Crescer não branca num bairro de classe media brasileira me fez ser vista como uma aberração por não ser representada nos espaços de afeto somente nos espaços de servir, seja sexualmente e domesticamente.
CRESCER NAO BRANCA em um bairro de classe media brasileira foi uma experiência muito forte para mim por toda a minha vivencia a ponto de eu chegar a conclusão que não HAVIA MAIS CONDIÇÕES de viver naquele lugar. A minha vivencia me auxiliou e me deu força de tomar decisões que muitas não teriam coragem e também me levou para um ambiente onde sou reconhecida pelas minhas capacidades, sou admirada pela fantástica mulher que sou, independente da minha etnia. Eu reconheço o privilégio que tive de frequentar espaços totalmente brancos como as escolas mais caras da cidade, e academias de jiu jitsu de bairros de classe media, porém não nego que minha presença ali não era tolerada e muito menos respeitada.
“…para progredir, certifique-se — primeiramente — de que, na verdade, você não esteja só cercado por idiotas.”(Albert Einstein)

GI ELITE SPORTS

BUY YOUR GI NOW!
https://www.elitesports.com/brazilian-jiu-jitsu-bjj-gis






Elite Sports GI BUY NOW

The Kimono Elite Sports is made in a light and comfortable material. I have a professional jiu jitsu event in 3 days and I will use it in this event. I did some training with him and I noticed the lightness of the material he made. Jiu Jitsu practitioners know the importance of a lightweight kimono, maintains a more fluid playing rhythm. Reviewing this Kimono I still had the honor of representing the Elite Sports brand receiving a sponsorship agreement. It is REALLY good to use and receive support from a brand that I really like to use and buy.
I have no doubt that I will represent a Kimonos brand that I enjoy wearing and I am happy to train and compete.
The price is fenomenal!











O Kimono Elite Sports é feito em um material bem leve e confortável. Eu tenho um evento profissional de jiu jitsu daqui a 3 dias e irei usá-lo nesse evento. Fiz alguns treinos com ele e reparei bem a leveza de material que ele é fabricado. Os praticantes de jiu jitsu sabem a importância de um kimono leve, mantém um ritmo de jogo mais fluido. Revisando esse Kimono eu ainda tive a honra de representar a marca Elite Sports recebendo um contrato de patrocínio. É REALMENTE bom usar e receber apoio de uma marca que eu realmente gosto de usar e compraria.
Não tenho dúvidas de que representarei uma marca de Kimonos que eu gosto de usar e me sinto feliz em treinar e competir.
O preço é fenomenal.

Tuesday, June 20, 2017

ELITE SPORTS BAG



This article is in english and portuguese of Brazil
Esse artigo é escrito em inglês e portugues do Brazil
website for pucharse:
















Since receiving the EliteSports bag I can not stop thinking about using it in various situations of the day. As a competitor of Brazilian jiu jitsu, this bag serves multiple purposes. I will now list several examples. DAILY TRAINING:
Its wide space and many partitions can separate the clean clothes from the sweaty clothes. There is yet another compartment for a large wet towel after a shower at the gym. The bag fits two kimonos and a change of clothes in addition to some personal belongings. There is plenty of space inside the bag that turns into a backpack. The diehards who work all day can still do a workout at lunchtime and then once again in the evening.

TRAVEL FOR TOURNAMENTS:

As a non-sponsored competitor, I have, and always had to pay for my gis, tuition, seminars, championship registration fees, and plane tickets. This is basically everything in the typical life of the competing jiu jitsu athlete: HAVE MONEY FOR THE CHAMPIONSHIP AIRPLANE TICKET. If we competitors have the ticket we have everything else, life of the jiu jitsu athlete depends a lot on having the tickets. One way or another, the rest gets settled. We are pretty hustle and gipsy. We frequently sleep on sofas, build tents in the yards, and we eat as economically as possible. For most of the competition time we are on a diet to make weight. We really don't care about having money for food since the airplane ticket is the number one priority. The registration fee is usually 10% of the airfare, so when we guarantee the plane ticket we guarantee the whole championship expenses. The most intelligent competitors stay with friends because they make a point of making friends in the cities that host the tournaments.

A hot tip for purchasing plane tickets here in the United States is to choose airlines that charge the plane ticket and luggage fee separately. If you travel only with your backpack, you can get prices between $20.00 and $50.00 to travel to any corner in the US. I confess that it's a hassle to constantly check the various websites with the objective of obtaining the best deal. This EliteSports backpack allows me to take a trip for as long as a week, counting on carrying at least two gis, several towels, some clothes, and a few personal belongings. This is great for someone like me who does not have a rich daddy to pay for my airfares. I never ask for an airfare or even a registration fee from anyone. I always manage to compete by rolling up my sleeves and working to acquire the funds for the tournaments that I desire to compete in. I value my modeling work off of the mats that manage to patronize me on the mats. And with the ELITE SPORTS backpack I can travel to the various tournaments and pay the least amount of money.

COMPETITION DAY, THE WAR:

The EliteSports bag is the perfect companion for the entire day of the tournament. For a major tournament such as, for example, the WORLDS and the PAN AMERICAN, this backpack will carry two gis, in case one of the gis does not satisfy each of the requirements. I am a master at having gis disqualified for being too small. The featherweight category is for women who are too small for the smallest adult gi size and too large for the largest kids gi size. Some brands make an intermediate size, but I believe that my darling sisters in the rooster category, 100 pounds or less, should suffer more from finding the appropriate size gi. The gis used in tournaments should not be too big because I do not want to give excess cloth to my opponent. Athletes on the day of competition are generally hungry and need to take their own food, because the most options in the tournament halls are too high in calories. The bag is an essential part of the warrior's armor. It holds the food, the mouth guard, the documents, and a sweater. A sweater is necessary since many tournament halls in the US, such as the Pyramid of Long Beach, stage of the Jiu-Jitsu Worlds Championship, the air-conditioning is overwhelmingly powerful.

PHISYCAL PREPARATION / CROSSFIT:

With the same utility and space for the jiu jitsu training bag, I can go to the gym and bring food, extra clothes, towels, and bathing suits if I want to take a swimming lesson or jump into a jacuzzi. A bodybuilder needs these various compartments to carry different groups of things in the same way as the jiu jitsu athlete.

THE IMPORTANCE OF THE ORGANIZATION IN THE LIFE OF AN ATHLETE:

An organized athlete has better productivity and performance in any sport. The organization and hygiene of an athlete's backpack says a lot about the athlete. Know where your hygiene appliances, food, first aid, clothing, etc. are. There are endless material dividers for an athlete and the ELITESPORTS bag is perfect for athletes from all areas.

Never give up of your dreams!







Desde que recebi a bolsa da EliteSports eu não consigo parar de pensar em usar ela em diversas situações do meu dia. Como atleta competidora de brazilian jiu jitsu, a bolsa serve para mim nas seguintes ocasiões do meu dia.














TREINO DIÁRIO:




PORTUGUÊS
Desde que recebi o saco EliteSports, não consigo parar de pensar em usá-lo em várias situações do dia. Como concorrente do jiu jitsu brasileiro, este saco serve múltiplos propósitos. Agora vou listar vários exemplos.
Treinamento diário: O seu largo espaço e muitas divisórias podendo separar a roupa limpa da roupa com suor, a toalha molhada.
Existe muito espaço dentro da bolsa que se transforma em mochila. Pessoas que trabalham o dia inteiro podem ainda nos intervalos do dia fazer dois treinos, o da hora do almoço e o treino da noite, pois nela cabem dois quimonos.

VIAGENS PARA COMPETIÇÕES:

Como competidora sem patrocínio, tenho, e sempre tive que trabalhar para pagar meus kimonos, mensalidades, seminários, inscrições de campeonatos e passagens de avião. Essa é basicamente a vida do atleta competidor de jiu jitsu : 
 ****TER O DINHEIRO PARA A PASSAGEM DE AVIÃO DO CAMPEONATO.
Se tivermos a passagem, conseguimos todo o resto, a vida do atleta de competição de jiu jitsu depende muito de ter a passagem e o resto se ajeita. Podemos dormir em sofás, montar barracas no quintal, comer da maneira minima e mais econômica possível, tendo a passagem, conseguimos a inscrição que geralmente é 10% do valor da passagem, então quando garantimos o dinheiro da passagem garantimos o dinheiro do campeonato inteiro e os mais inteligentes e hustlers ficam em casa de amigos por que fazem questão de ter e fazer amigos nas cidades que abrigam os campeonatos
Uma dica quente para passagens de avião aqui nos Estados Unidos são companhias que cobram o valor da bagagem separado. Se você viajar apenas com a sua mochila, você consegue preços entre 20 e 50 dólares para viajar para qualquer canto do Brazil. Confesso que é uma vida de abrir sites das companhias aéreas mais econômicas todos os dias e verificar as promoções. Essa mochila da Elite permite que eu faça uma pequena viagem de até uma semana com ela, contando com levar no mínimo dois quimonos para treinar jiu jitsu e mais toalha, roupa e objetos pessoais. E isso é formidável para mim que não não tenho papai rico para bancar minhas passagens, nunca fiquei pedindo mendigando passagem e inscrição para ninguém, sempre dei meu jeito e arregacei minhas mangas e trabalhei para conseguir ter a grana do meu campeonato. Eu dou valor ao meu trabalho de modelo fora dos tatames que conseguem me patrocinar dentro dos tatames. E com essa mochila da ELITE SPORTS EU consigo viajar para ela para os campeonatos e pagar o minimo de passagem por que trabalho e dou valor a cada centavo que ganho e onde eu uso cada centavo que ganho.

DIA DA COMPETIÇÃO:
A bolsa ELITE SPORTS é a perfeita companheira para um dia longe de competição. Um campeonato majoritário como os campeonatos que eu luto : Mundiais e Panamericanos, essa mochila vai levar os dois quimonos, caso um dos seus quimonos não passe na conferência, eu sou mestre em ter quimonos desclassificados por serem pequenos. A categoria pluma é de mulheres pequenas demais para o menor tamanho adulto mais comum, o A1 e grande demais para o maior quimono infantil o M4. Algumas marcas fabricam o A0, que serve como uma "pluma" para a categoria pena, mas acredito que as minhas colegas da categoria galo 100 pounds, devem sofrer mais com o  encontrar o kimono de tamanho adequado, por que também não pode ser tão grande por que eu não quero ficar dando excesso de pano para minha adversária. Atletas no dia da competição geralmente estão com fome e precisam levar a própria dieta, pois nos ginásios a maioria das opções são altamente calóricas capazes de desclassificar na pesagem os competidores. A bolsa é parte essencial da armadura do guerreiro, ela guarda a comida, o protetor de boca, os documentos, um agasalho porque em alguns ginásios como a Pirâmide de Long Beach, palco do Campeonato Mundial de Jiu Jitsu o ar condicionado mostra para os que chegam de países de terceiro mundo sucateados pela corrupção que aqui as coisas funcionam e o ar condicionado de um ginásio enorme gela mesmo.

ACADEMIA DE MUSCULAÇÃO / CROSSFIT : 
Com a mesma utilidade e espaço para a bolsa para o treino de jiu jitsu eu consigo ir para a musculação e consigo levar comida, roupas extras, toalha, roupa de banho se eu quiser fazer aula de natação ou hidromassagem. Um fisiculturista precisa de esse número de divisórias para levar grupos diferentes de coisas da mesma maneira que o atleta do jiu jitsu.


A IMPORTÂNCIA DA ORGANIZAÇÃO NA VIDA DE UM ATLETA:
Um atleta organizado tem melhor produtividade e rendimento em qualquer área. A organização e higiene na mochila de uma atleta inferfere bastante na evolução de um atleta. Saber onde estão seus aparatos de higiene, alimentação, primeiros socorros,  vestuário, etc. São infinitas as divisórias de material de um atleta e a bolsa da ELITE SPORTS é perfeita para atletas de todas as áreas.


Nunca desista dos seus sonhos!

Thursday, May 25, 2017

If you knew you absolutely could not fail, what would you do?///Se você soubesse que absolutamente não poderia falhar, o que você faria?

Having the experience of having lived in an oppressive, macho and 100% racist regime, I know a little about the idea and experience of never failing. When a white minority dominates, controls, manipulates, rules, behaves, builds the taste of an alienated, extremely ignorant populational majority, people who live "out-of-the-box" suffer a very strong reprisal.
I have never represented the imposed standard, never been voted the most beautiful or popular girl in school.
Having started martial arts in adolescence was a beginning of a therapy that lasts a lifetime. Brazilian Jiu Jitsu has been my mental strength for more than 20 years since the first competition. The idea of ​​being by the test and proving that your technical knowledge will have to be applied and surpassed the one of my opponent in a few minutes in an arena lotadade people and is a test that I do some times in the year from my 16 years of age.
Emotional control is the greatest ally. The calm, patience, serenity and lucidity are the strong components for a project, whatever it is, in the case I practice and participate in Brazilian jiu jitsu competitions and I can clearly explain about the experience of not having a flawed act.
Life has shown me several times opportunities to use these techniques off the mat, outside the gym and out of the championship.
I have learned to cope with the pressure, the charge, my age difference with my adversaries, I am most of the time, 15 or more years older, it has made me improve every day more the ability to never fail in life.
Graduating from architecture college has been an attempt to exact 20 years that I have failed, but on the other hand, I have been trying for 20 years and never gave up. The dream of being an architect moves me more and more to follow through on all odds and I am sure that when you can achieve that goal, it will be as brilliant as possible.
Not to fail is to give my best every second, regardless of the result of others, I think I have to surpass only myself every day. At every opportunity I have to show myself that I can be better than yesterday. Without bothering with the success of others, without wanting to diminish others, I can get where I want for my own merit and ability. I have struggled with life and while I am having the strength to fight I will continue to fight, whether in the jiu jitsu championships or in the project of being an architect or in anything else I come to realize.


################################################################################
Eu tendo a experiencia de ter vivido em um regime opressor, machista e 100% racista, sei um pouco sobre a ideia e experiência de nunca falhar. Quando uma minoria branca domina, controla, manipula,dita regras, comportamentos, constroi o o gosto de toda uma maioria populacional alienada e extremamente ignorante, as pessoas que vivem "fora-da-caixa" sofrem uma represalia muito forte.
Eu nunca representei o padrão imposto, nunca fui eleita a menina mais bonita ou popular da escola.
Ter iniciado artes marciais na adolescencia foi um comeco de uma terapia que ja dura uma vida inteira. O Brazilian Jiu Jitsu tem sido a minha fortaleza mental a mais de 20 anos desde a primeira competicao. A ideia de ser por a prova e provar que seus conhecimentos tecnicos terao que ser aplicados e superados o da minha oponente em alguns minutos numa arena lotadade gente eé um teste que faço alguma vezes no ano desde os meus 16 anos de idade.
O controle emocional é o maior aliado. A calma, paciencia, serenidade e lucidez sao os fortes componentes para um projeto, seja ele qual for, no caso eu pratico e participo de competicoes de jiu jitsu brasileiro e posso claramente explicar sobre a experiencia de nao ter um ato falho.
A vida tem me mostrado diversas vezes oportunidades de usar essas técnicas fora do tatame, fora da academia e fora do campeonato.
Aprendi a lidar com a pressão, a cobrança, a minha diferença de idade com as minhas adversarias, sou na maioria das vezes, 15 ou mais anos mais velha, tem me feito melhorar cada dia mais a habilidade de nunca falhar na vida.
Me graduar faculdade de arquitetura tem sido uma tentativa a exatos 20 anos que tenho falhado, mas por outro lado, faz 20 anos que continuo tentando e nunca desistido. O sonho de ser arquitetura me move cada dia mais para seguir adiante de todas as adversidades e tenho certeza que quando conseguir concluir essa meta, sera da maneira mais brilhante possivel.
Nao falhar é dar o meu melhor a cada segundo, independente do resultado alheio, eu penso que eu tenho que superar somente a mim mesma a cada dia. A cada oportunidade eu tenho que mostrar para mim mesma que posso ser melhor que ontem. Sem me incomodar com o sucesso dos outros, sem querer diminuir os outros, eu posso chegar onde quero pelo meu proprio merito e capacidade. Tenho lutado com a vida e enquanto estiver tendo forcas para lutar continuarei lutando, seja nos campeonatos de jiu jitsu ou no projeto de ser arquiteta ou em qualquer outra coisa que eu venha realizar.